Florista

Florista Pequeno Jardim

Florista Pequeno Jardim

Contactos

Telefone:

(+351) 21 342 2426

(+351) 96 238 1904

Ligações:

WebsiteWebsite

FacebookFacebook

Morada:

R. Garrett 61
1200-203 Lisboa

Ver mapa

Horários:

2ª a 6ª

09:00 – 20:00

Sábado

10:00 – 20:00

Domingo

10:00 – 18:00

A Loja

É a última florista do Chiado, e também um exemplo da cada vez menos frequente “loja de vão de escada”. Inserida na própria entrada para o prédio, com a montra em ferro com resquícios Arte Nova, e um letreiro em vidro pintado na fachada, alusivo ao fundador. Entrando, o acesso ao prédio está revestido com lambrim azulejar de temática Arte Nova. Cá fora, voltado para a rua, este Pequeno Jardim está desde 1922 a colorir a passagem de sardinheiras, alegrias, cravos, papoilas, e suas congéneres. São mais de noventa anos de flores, todas, tantas, e para tantas ocasiões. Anterior a esta, já existia aqui uma outra florista que, por sua vez, era irmã de uma florista que existiu na Rua do Carmo, isto é, pertenciam ao mesmo proprietário. O Chiado já viu dias mais floridos, portanto.
Nos quase cem anos desta Loja Com História, imagine-se quantos apaixonados aqui passaram para apanhar uma rosa a caminho da sua amada; ou uma dada família que aqui terá vindo buscar as flores e os arranjos para celebrar um nascimento, um batizado, um casamento, e um funeral. Todas estas histórias continuam aqui, a colorir o Chiado, e a oferecer vida e o simbolismo das plantas nas efemérides que ainda temos – as mesmas de sempre, mais um negócio que se fecha, uma reunião, outros pretextos.


As flores, felizmente, são intemporais. O mesmo não se pode dizer das memórias, que já insistem em desfocar-se, como as histórias que se contam acerca de Virgílio Madeira Gante, também conhecido por “Virgílio das Flores”. Foi um dos últimos proprietários, que começou por trabalhar para o fundador Carlos A. dos Santos e depois se deixou ficar... mais setenta anos. Tornou-se dono nos anos 50 e era famosa a sua amabilidade e humor. Uma das muitas histórias que se contam a seu propósito envolve cravos, mas nenhuma revolução. Ou talvez sim, uma de natureza invisível: havia um cliente especial que todos os dias vinha buscar um cravo, e pagava ao mês. Um cravo por dia, todos os dias. Se por acaso só sobrasse um cravo, e ele ainda não tivesse aparecido, o Sr. Virgílio não o vendia. Era do seu cliente especial – “esse não.” Depois do 25 de Abril o cliente deixou de usar cravo na lapela, mas passava sempre a cumprimentar o amigo lojista.
À Florista Pequeno Jardim pode hoje ir buscar o seu cravo – se acaso lhe disserem “esse não” já pode especular porquê... – em redor de uma oferta diversa de flores naturais, plantas em vaso, flores de corte, bouquets e ramos de noiva, e arranjos de flores naturais, artificiais e exóticas. Há um arranjo especial que tem o nome da loja e que se parece mesmo com a sua designação: é um Pequeníssimo Jardim, um que pode comprar e levar para casa.

Florista Pequeno Jardim
Florista Pequeno Jardim

Produtos
& Serviços

Diversas flores naturais, plantas em vaso, flores de corte, arranjos para dispor em sua casa. Serviços de centros de mesa para um eventos especiais. Arranjos de flores naturais, artificiais e exóticas. Serviço especializado em bouquets e ramos de noiva.

Partilhar esta Loja com História:

Explorar Explorar