Camisaria

Camisaria Pitta

Camisaria Pitta

Contactos

Telefone:

(+351) 21 342 7526

(+351) 93 332 7526

Morada:

Rua Augusta 195/197
1100-050 Lisboa

Ver mapa

Horários:

2ª a 6ª

10:00 – 14:00 / 15:00 – 19:00

Sábados

10:00 - 13:30

A Loja

Se fossemos todos donos de um corpo igual, normalizado, como que feito em série, faria mais sentido a forma como atualmente compramos roupa, e lojas como esta não fariam falta. Só que de facto, não somos. Cada ombro é um ombro, cada manga é uma manga, cada caso é um caso. É esse o privilégio de quem pode mandar fazer à medida, o de ter uma peça de roupa que veste como uma segunda pele. Essa é promessa que na Camisaria Pitta se cumpre, um casaco ou uma camisa que tem nela inscrita a nossa forma de ser e de estar, de sentar e de abraçar, moldada nos melhores tecidos, pelas mãos mais habilitadas, e em que se pode personalizar tudo, do colarinho ao punho, passando pelo pesponto ou qualquer tipo de adorno com que sonhemos. Sendo uma casa procurada sobretudo por cavalheiros, as senhoras também podem ir ali mandar cortar uma blusa ou uma camisa.
No piso térreo da loja ainda entram e saem clientes atraídos pela elegância do espaço e qualidade dos produtos: casacos, camisas, polos, blusões, fatos completos, chapéus e gravatas. Este interior segue o gosto das alfaiatarias inglesas enquanto cá fora, na fachada, o trabalho de talha é bem português, com o detalhe de nela poder procurar dois colarinhos esculpidos, um em cada extremo.


Sobram poucas casas assim em Lisboa, o que indica que o saber-fazer do alfaiate e da costureira está em perigo. Contra isso, e no mesmo edifício da loja, dois pisos acima, uma equipa pequena e dedicada luta contra o esquecimento, com uma partitura incansável de máquinas de costura e com a gestualidade da tesoura sobre os largos planos da roupa desenhados a giz diretamente no tecido. Em toda a volta, troncos de manequim, entretela, muito alfinete e muita prova. Já não há a procura que outrora houve, mas os clientes que valorizam esta possibilidade são compensados com o resultado singular de todo este empenho.
Tudo isto foi outrora apenas um sonho de um alfaiate, A. M. Pitta, quem em 1887 fundou o negócio na Rua de São Julião e uns anos depois se mudou para a Rua Augusta. Tornou-se fornecedor da Casa Real e mais tarde do corpo diplomático da presidência, vestindo uma elite, mas não só.


Entretanto, na tela de projecção, uma comédia dos anos 40:
- Uh...! Que belíssimo recheio! Que belíssimas camisas! Isto é Pitta!
- “Pita”…? Isto é seda!
- Não! Pitta Camiseiro...! Quinhentos escudos!
- Ahhhh…. - e benze-se a dona da pensão, estupefacta.

Em 1943 sai uma das comédias mais famosas da altura, “O Costa do Castelo”. A meio do filme, os donos da pensão vão com o Costa confiscar o quarto de um hóspede suspeito, que temem ser um assassino. Sem pudor, entram-lhe pelo quarto dentro quando ele não está, para lhe confiscar os haveres. O hóspede, Daniel, é descrito como um homem “alto, elegante” e sempre muito bem vestido ou, nas palavras de uma vizinha, “um papo-seco”. Ora, deduzimos do filme que papo-seco que era papo-seco, nos anos 40, vestia-se na Camisaria Pitta.

Camisaria Pitta
Camisaria Pitta

Produtos
& Serviços

Artigos para homem desde os interiores ao chapéu, confeccionados por medida; alfaiataria e camisaria; serviços de confecção de pronto a vestir e peças por medida.

Partilhar esta Loja com História:

Explorar Explorar